POLÍTICA

Expo-MS terá emissão zero de carbono

Expo-MS terá emissão zero de carbono
08/02/2010 06:37 -


Expo-MS Industrial 2010 – que acontece de 18 a 22 de maio, no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco – vai medir o carbono emitido na atmosfera em decorrência do evento para posterior neutralização do gás com o plantio de árvores. “Trata-se de uma experiência que poderá estimular as próximas feiras sul-mato-grossenses a adotarem o carbono zero, ou seja, que os promotores também façam a neutralização do carbono”, destacou o presidente da Fiems, Sérgio Longen. Ele explica que o Projeto do Carbono Zero já faz parte da política de algumas empresas na busca pela neutralização da emissão de gases do efeito estufa. Segundo ele, a Fiems está criando projeto de gestão ambiental, que será lançado durante a feira. “Criamos uma equipe que vai diagnosticar os resíduos sólidos e líquidos de cada indústria. A partir deste levantamento esta equipe vai incrementar ações para que as empresas obten h am o selo verde de emissão zero de carbono”, frisou. N o c a s o específico da E x p o -MS I ndustrial 2010, uma empresa será contratada pela Fiems para calcular a emissão de gás carbônico (CO2), levando em consideração o fluxo de pessoas presentes no Albano Franco, energia elétrica consumida, quantidade de dias do evento, horários de fu ncionamento, veícu los presentes, entre outros. “Essa empresa apresentará um índice de emissão de CO2 da Expo-MS Industrial e a Fiems fará após o evento a compensação com o plantio de uma determinada quantidade de árvores em área a ser determinada posteriormente”, detalhou Bergson Amarilla, superintendente do IEL e coordenador da feira. Dinâmica A feira ainda traz nesta segunda edição a forma dinâmica e participativa de como será feita, permitindo às instituições parceiras a disponibilização de serviços nos estandes. “O interesse da feira é focado em negócios. Por isso estamos muito otimistas em razão dos resultados de 2008. Acreditamos que a economia nacional vai bem neste ano, tanto em MS quanto no País e isso deverá se refletir em negócios durante o evento”, concluiu.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".