sexta, 20 de julho de 2018

carros-bomba

Explosões matam 76 pessoas em Bagdá

3 NOV 2010Por AGÊNCIA ESTADO, BAGDÁ03h:30

 

Pelo menos 76 pessoas morreram e quase 200 ficaram feridas em uma série de explosões ocorridas ontem em Bagdá, a maior parte delas em bairros majoritariamente xiitas da capital iraquiana, informaram fontes policiais e hospitalares.

Pelo menos 13 explosões ocorreram em um curto intervalo de tempo em dez diferentes bairros de Bagdá no início da noite de ontem, pelo horário local, prosseguiram as fontes.

As detonações envolveram uma combinação de carros-bomba, explosivos em avenidas e disparos de morteiros. Nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques até ontem, mas a coordenação das explosões, a complexidade da ação e o fato de os alvos serem xiitas apontam para radicais sunitas.

Funcionários do governo disseram que a maioria das explosões ocorreu em locais movimentados, como diante de cafés e restaurantes. Os atentados foram lançados em áreas de maioria xiita, mas sunitas também estão entre os mortos e feridos.

As explosões ocorreram apenas dois dias depois de homens armados terem invadido a Igreja da Nossa Senhora da Salvação, maior templo cristão da capital iraquiana, e feito dezenas de pessoas reféns. Pelo menos 58 pessoas morreram durante a operação para libertar os reféns.

"Eles nos mataram hoje e no domingo, mataram nossos irmãos, os cristãos", criticou Hussein al-Saiedi, de 26 anos. Ele mora no bairro bagdali de Cidade Sadr, onde 21 pessoas morreram na explosão mais mortífera de ontem. Saiedi contou que estava conversando com amigos na rua quando uma bomba explodiu.

Leia Também