segunda, 23 de julho de 2018

Exploração sexual cresce em cidades com usinas

2 OUT 2010Por MICHELLE ROSSI03h:48



A crescente exploração sexual em cinco cidades de Mato Grosso do Sul: Sidrolândia, Maracaju, Nova Andradina, Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante em razão das expansão da produção de etanol provoca neste mês audiências com Ministério Público e entidades que combatem a prática nesses municípios. Uma pesquisa realizada pelo Comitê de Enfrentamento da Violência e da Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul (Comcex) aponta que  crianças e adolescentes são utilizadas pelo mercado do sexo que abastece os trabalhadores de usinas de álcool.
As audiências ainda não estão agendadas, mas terão o objetivo de definir estratégias para reprimir o crime nas cidades citadas, que concentram 9 das 21 usinas no Estado. Mato Grosso do Sul é o quinto maior produtor de etanol do País e teve a maior taxa de crescimento na produção de cana-de-açúcar entre as safras de 2009 e 2010: 22,58%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa é que a produção de etanol no Estado atinja 2 bilhões de litros este ano. “A atividade está em expansão no Estado e este tipo de crime cresce igualmente”, cita o coordenador da pesquisa, Osvaldo Passos Júnior.
O estudo foi realizado entre fevereiro de 2009 e setembro de 2010 quando foram realizadas entrevistas com personagens da rede que compõe a exploração sexual: as meninas, comerciantes que lucram com o crime, taxistas e trabalhadores das usinas. Foram identificadas três situações onde se pode buscar o “serviço sexual”: meninas que são contratadas por um aliciador e “trabalham” em prostíbulos; garotas que são aliciadas diretamente mas as famílias desconhecem a prática, e por fim, famílias que oferecem as garotas para o serviço. “Grande parte da rede sexual, inclusive, acontece por conta da própria família da garota que a oferece para os trabalhadores da usina e passam a incorporar os ganhos na renda per capita”, aponta o pesquisador.

Leia Também