AÇÃO NA JUSTIÇA

Ex-primeira-dama alemã processa Google por sugestão de busca

Ex-primeira-dama alemã processa Google por sugestão de busca
11/09/2012 00:00 - TERRA


A mulher do ex-presidente alemão Christian Wulff, Bettina Wulff, entrou com uma ação na Justiça contra o Google na tentativa de remover do buscador sugestões ligadas ao seu nome no recurso autocompletar. A ex-primeira-dama alegou que sugestões de termos como "acompanhante", "prostituta" ou "luz vermelha" ligadas ao seu nome são caluniosas. As informações são do site The Verge.

O recurso de autocompletar pesquisas do Google foi oficializado em 2010. Os termos exibidos logo que se inicia uma busca são gerados por algoritmos de computador baseado justamente em buscas feitas por usuários anteriores. A ordem em que os resultados aparecem, como explica o site Search Engine Land, depende da popularidade dos termos - os mais procurados aparecem mais bem posicionados.

De acordo com o The Verge, as sugestões da pesquisa ligadas ao nome da ex-primeira-dama são ligados aos rumores sobre sua vida antes do casamento, os quais Bettina sempre negou.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".