Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Ex-policial acusado de comandar tráfico

Ex-policial acusado de comandar tráfico
26/08/2010 21:03 -


KARINE CORTEZ

A Polícia Federal de Ponta Porã prendeu na terça-feira, durante a Operação Sangue Azul, o ex-policial militar A. M.C., 44 anos, conhecido como Cortês. Ele é apontado como maior traficante de crack do município de Amambai, cidade situada a 342 quilômetros de Campo Grande. A prisão aconteceu depois que os policiais federais flagraram Cortês em várias negociações de venda do entorpecente, inclusive, filmaram a ação.
Durante a operação, a esposa do ex-militar, T.R.G., 37 anos, também foi presa. A droga era adquirida em Coronel Sapucaia, cidade situada a 40 quilômetros de Amambai e que faz fronteira com o Paraguai.  
Cortês já é velho conhecido da polícia. Em 2007 ele foi expulso da PM – onde atuou por 18 anos – após ter sido condenado por tráfico de drogas. Ele respondeu em liberdade até agosto de 2008, quando cumpriu o restante da pena em regime fechado até ser libertado em 2009.
O traficante estava tentando voltar aos quadros da Polícia Militar por meio de ação judicial e isso teria acelerado a Operação Sangue Azul, executada em conjunto com o Ministério Público  em Amambai, que tem como objetivo combater o tráfico de drogas, em especial o crack. “Essa droga está muito disseminada aqui em nossa região e por isso realizamos essa operação”, disse o promotor de Justiça de Amambai, Ricardo Rotunno, que está à frente do caso junto com o promotor Eteóclis Dias Junior.
De acordo com o Ministério Público, Cortês atuava como traficante vendendo o entorpecente no atacado e no varejo, ou seja, além de entregar a droga diretamente ao usuário ele também abastecia algumas bocas de fumo de Amambai e região. O promotor Ricardo ressaltou que as investigações continuam e que outras prisões devem ser feitas nos próximos dias. Ele pede que as famílias vítimas desses traficantes procurem o Ministério Público para denunciá-los.  

Prisão
Cortês e a esposa foram presos pela Polícia Federal na manhã de terça-feira, na residência deles, em Amambai. Segundo o promotor Ricardo, a mulher também foi detida porque na ausência do marido ela é quem repassava a droga para usuários e outros traficantes. Os policiais apreenderam na residência  um veículo Gol, uma moto Titan, uma balança de precisão usada para pesar a droga  e 600 gramas de crack.
Na manhã de ontem, Cortês estava preso na delegacia da PF em Ponta Porã e seria transferido para o presídio de Amambai. A esposa dele está detida no presídio de Amambai.

Felpuda


Espalhar notícias ruins tornou-se muito mais rápido com o uso da tecnologia, e, além disso, não se trata mais de ações dos adversários. Isso é o que pôde ser visto ultimamente, quando a tchurminha do “aliado” tratou de deixar muita gente informada sobre o que a chamada "grande imprensa” tinha publicado, enviando notícias pelo WhatsApp e postando nas mídias sociais. E assim caminha a humanidade...