Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Ex-engenheiro da Ferrari é condenado por espionagem

30 SET 2010Por 13h:59

Milão, Itália

O ex-engenheiro da Ferrari Nigel Stepney, acusado de sabotagem e vazamento de dados confidenciais à McLaren no escândalo de espionagem na Fórmula 1 em 2007, foi condenado a 20 meses de prisão. A sentença saiu após um acordo com a promotoria, e o sistema legal da Itália faz com que seja improvável a sua permanência na cadeia, já que ele tem recursos para cumprir a pena em liberdade.
“Estamos satisfeitos, mesmo que meu cliente sempre tenha negado sabotagem. Queremos agradecer ao promotor por aceitar o acordo. Inicialmente, a sentença era muito dura”, declarou ao jornal Gazzetta di Modena a advogada de Stepney, Sonia Bartolini, após a audiência realizada em Sassuolo, próximo ao quartel-general da Ferrari em Maranello.
Além da sentença de prisão, Stepney foi condenado a pagar uma multa de 600 euros, cerca de R$ 1.400. O britânico foi acusado de fornecer dados da Ferrari para a McLaren antes do GP de Mônaco de 2007. A FIA investigou o caso e aplicou uma multa de US$ 100 milhões à equipe inglesa, além de entrar com ação formal contra o engenheiro.

Leia Também