segunda, 23 de julho de 2018

DECISÃO

Ex-banqueiro será despejado de mansão

12 DEZ 2010Por ESTADÃO17h:10

O ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira será despejado da mansão de 4 mil metros quadrados em que vive no Morumbi, região nobre da capital paulista. A decisão foi tomada sexta-feira (10) pelo juiz Régis Rodrigues Bonvicino, da 1ª Vara Cível da Justiça Estadual de São Paulo. O despejo deverá ocorrer daqui a 15 dias.

A ação foi impetrada pela massa falida da Atalanta Participações e Propriedades Ltda., uma das empresas que faziam parte do conglomerado do Banco Santos. A Atalanta reclama de uma dívida de R$ 1,7 milhão relativa ao não-pagamento de aluguéis da mansão pela mulher de Edemar, Márcia de Maria Costa Cid Ferreira. A Atalanta alugou o imóvel para o casal a partir de 1º de junho de 2004 e diz que, desde então, nunca recebeu nenhum pagamento (no contrato original, o valor mensal do aluguel era de R$ 20 mil).

Na sentença, o juiz Bonvicino informou que não cabe recurso à ré. "Tal proibição assegura que a casa e seus pertences ingressarão na Massa Falida para satisfazer credores, entretanto, não de imediato (mas em 15 dias)." Procurados, nem Edemar nem seus advogados quiseram se pronunciar.

Leia Também