Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

EUA vai examinar lei que dá direito a matar

21 JUN 2012Por band12h:30

O governo americano vai examinar e pode entrar na Justiça contra a lei americana que, na prática, dá o direito de matar outra pessoa. A lei, que em tradução livre significa, “não ceda território” ou “defenda seu território”, foi criada e aprovada na Flórida a sete anos e incorporada por mais de 20 estados, segundo informações do correspondente Luiz Megale.

Ainda de acordo com o colunista, a legislação é uma evolução do direito garantido ao americano de atirar contra uma pessoa que invadir sua casa e não respeitar a ordem para sair, depois que o dono avisar que está armado. “Em tese se você voltar do banheiro de um bar e encontrar um homem conversando com a namorada você tem direito de abrir fogo e depois alegar que você atirou com medo da pessoa revidar. Os tribunais chamam isso homicídios justificáveis”, contou Megale.

Essa legislação, explicou o colunista, teve duas repercussões negativas. A primeira dela é que os chamados homicídios justificáveis cresceram 50%. Além disso, tornou-se muito difícil a condenação por homicídio nos estados que aderiram à lei.

Além disso, a polícia tem medo de investigar alguns casos de assassinato, temendo um futuro processo, caso ele se enquadre em um caso de homicídio justificável. 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também