domingo, 22 de julho de 2018

FACEBOOK

EUA processam criadora de FarmVille por violação de dados no Facebook

21 OUT 2010Por FOLHA ONLINE11h:01

A empresa que criou jogos on-line como FarmVille e Mafia Wars está sendo processada nos Estados Unidos, acusada de repassar dados sobre seus usuários (e de amigos deles) no Facebook.

A ação coletiva na Justiça da Califórnia afirma que a Zynga lucrou substancialmente com a venda dessas informações (como nomes reais dos jogadores) para empresas de publicidade e que rastreiam informações na web, sem que os usuários tivessem consentido.

"Esse parece ser outro exemplo de uma companhia on-line falhando com o público americano, com promessas vazias de respeito aos direitos de privacidade individual", declarou um dos advogados envolvidos na ação, Michael Aschenbrener.

Segundo os advogados, a ação foi contra a Zynga, e não contra o Facebook, porque as regras da rede social proíbem os fabricantes de aplicativos de repassarem para terceiros os dados de usuários.

O fabricante do "FarmVille" disse que vai contestar a ação. "Nós acreditamos que a denúncia não tem mérito e pretendemos nos defender dela vigorosamente", afirmou a companhia em nota.

A denúncia contra a Zynga surgiu depois que reportagem do "Wall Street Journal" mostrou que os desenvolvedores de aplicativos para o Facebook estavam vendendo dados dos usuários da rede social para terceiros.

Segundo o jornal, os dez aplicativos mais populares do Facebook estavam transmitindo informações para outras companhias.

O "Wall Street Journal" disse que não está claro quando a negociação se iniciou, mas que ela afeta dezenas de milhões de usuários do Facebook, até mesmo aqueles que escolheram as regras mais rígidas de controle da privacidade.

Leia Também