Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 22 de janeiro de 2019

Estética

EUA alertam para excesso de formol em alisador brasileiro

14 ABR 2011Por Folha21h:20

O órgão norte-americano que cuida da segurança em saúde e no trabalho alertou ontem que o alisador de cabelos "Brazilian Blowout" contém níveis excessivos de formaldeído.

A substância tóxica pode causar irritação, coceira, queimadura, descamação do couro cabeludo, queda de cabelo, falta de ar, dor de cabeça e câncer nas vias aéreas superiores.

Segundo investigadores do órgão, a substância foi detectada até em produtos rotulados como "sem formaldeído".

Em setembro do ano passado, a Folha noticiou que o departamento de saúde do Canadá proibiu o produto por apresentar 12% de formaldeído. Segundo as leis canadenses, a concentração máxima permitida é 0,2%.

No Brasil, a Anvisa aprova o uso da substância como conservante em concentração máxima de 0,2% e, como endurecedor de unhas, de até 5%. O uso como alisante capilar não é permitido.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também