Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 20 de janeiro de 2019

CUSTO DE VIDA

Etanol puxou inflação na Capital em março

5 ABR 2011Por DA REDAÇÃO09h:04

A inflação na Capital apresentou moderada alta no mês de março, da ordem de 0,38%, em relação a fevereiro devido, principalmente, aos reajustes de preços dos combustíveis, com destaque para o etanol, cujo reajuste neste mês de março foi em média de 10,27%. “A inflação acumulada nos últimos 12 meses, que foi de 6,56%, continua ultrapassando o limite superior da meta inflacionária do país estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional, de 6,5%. O centro da meta é de 4,5%, com tolerância de 2% para mais ou para menos”, informa o coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes) da Universidade Anhanguera-Uniderp, Celso Correia de Souza.

Dos sete grupos que compõem o Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande (IPC/CG), somente Despesas Pessoais apresentou deflação (-0,10%). “Nos outros grupos, os preços reagiram de acordo com o esperado. De modo geral, os valores da carne bovina continuam baixando, principalmente dos cortes mais nobres, como picanha e filé-mignon”, afirma o coordenador do Nepes.

Em março, o grupo Habitação apresentou uma pequena inflação 0,22%, em relação ao mês de fevereiro, devido, principalmente, aos aumentos nos seguintes produtos: DVD 8,95%, Ventilador 7,25%, computador 5,42% e liquidificador 3,24%. Quedas de preços ocorreram com os produtos como lâmpada incandescente (-8,40%), televisor (-6,11%), fogão (-5,97%) e limpa vidros (-4,95%).

Já no grupo Alimentação ocorreu moderada alta de 0,24%. “Esse grupo tem um comportamento especial em conseqüência de fatores climáticos ou a sazonalidade de alguns de seus produtos, como no setor de hortifruti. Alguns produtos aumentam de preço ao término da sua safra, outros diminuem quando entram na safra.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também