Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DESCASO

Estudantes da zona rural correm risco de ficar sem transporte

7 MAR 14 - 00h:00PATRÍCIA BELARMINO

Três mil estudantes da zona rural de Campo Grande podem ficar sem acesso às escolas por falta de pagamento da Prefeitura de Campo Grande às empresas responsáveis pelo transporte destes alunos. Os atrasos já chegam a quatro meses, segundo denúncia feita ontem pelo vereador Edil Albuquerque (PMDB), na tribuna da Câmara Municipal.

A previsão dos empresários do transporte escolar era parar já na segunda-feira (10), mas, diante das ameaças, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) pediu mais prazo para resolver a questão. Com isso, ficou acertado que a prefeitura tem até a próxima sexta-feira (14) para quitar os débitos. Caso isso não ocorra, os empresários não descartam parar os serviços, o que resultaria em alunos fora da escola.

Conforme a denúncia feita por Edil Albuquerque, além dos pagamentos atrasados há quatro meses, os contratos das empresas com a prefeitura estão vencidos. Devido a estes dois problemas, os empresários tentavam desde o início do ano agenda com o secretário de Educação, José Chadid, e o prefeito Alcides Bernal (PP).

Ainda de acordo com o o vereador, empresários que prestam este serviço à prefeitura chegaram a pedir que informações sobre os atrasos de pagamento não fossem levados a público. Eles temem represálias. “É inadmissível que empresários e pais de família que moram e trabalham no campo passem por esta situação. Como fica então se houver a paralisação?

Os estudantes é que pagarão pela inoperância desta administração?”, questionou o vereador.
O ofício protocolado por empresários do setor na Semed diz que eles já haviam solicitado a prorrogação do contrato por um ano. O contrato teria vencido no fim de 2012. Com o respaldo da Lei das Licitações, a 8.666/93, o contrato foi prorrogado por mais um ano. Desde então, está vencido, mas o serviço continua sendo prestado. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas
APONTA PESQUISA

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas
INTERIOR

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS
DIZ MINISTRO

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS

Investigações contra agressor de Bolsonaro podem ser retomadas
PRESO EM CAMPO GRANDE

Agressor de Bolsonaro pode voltar a ser investigado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião