Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Mao-de-obra

Estrangeiros fogem de burocracia brasileira

12 AGO 2012Por agência brasil09h:55

A crise mundial, o crescimento econômico brasileiro e o aumento significativo de salários e da demanda por mão de obra qualificada têm atraído para o Brasil cada vez mais estrangeiros com alto nível técnico. O número de autorizações de trabalho concedidas pelo governo a pessoas vindas de fora cresceu quase 26% em 2011, com cerca de 70 mil novos vistos.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, mais da metade das 66 mil autorizações temporárias concedidas em 2011 foram para profissionais com nível superior completo. O número de mestres e doutores estrangeiros quase triplicou, passando de 584 para 1.734. A estimativa do Ministério das Relações Exteriores é que mais 2 milhões de estrangeiros legais tenham o Brasil como morada, o que supera a população do Uruguai.

Ainda assim, o déficit de mão de obra especializada é alto e a burocracia para a emissão de vistos de trabalho assusta o imigrante. O engenheiro italiano Paolo Farnese diz que é preciso ter muita vontade e perseverança para conseguir emprego no Brasil sendo estrangeiro. Ainda estudante, após uma breve visita ao país, ele se apaixonou pela pequena cidade de Camocim, no Ceará, e decidiu que ali viveria após se formar. Já com o diploma nas mãos e casado, retornou ao Brasil disposto a ficar.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também