Sexta, 15 de Dezembro de 2017

CONAB

Estiagem reduz previsão de colheita da safra de soja

12 FEV 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

A projeção de colheita da safra em Mato Grosso do Sul caiu para 6,14 milhões de toneladas de soja, no 5º Levantamento de Grãos divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ontem, conforme reportagem na edição de hoje (12) do jornal Correio do Estado. A nova estimativa representa perda de 220 mil toneladas em relação ao relatório de janeiro, ou o equivalente a pouco mais de 3%. Mas, ainda assim, os números são animadores e representam recorde para o cultivo da oleaginosa no Estado, tanto em área como em produção, com aumento de 5,8% sobre o resultado da safra anterior, que teve 5,8 milhões de toneladas.

Os problemas climáticos, com chuvas e calor em excesso, seguidos de longo período de estiagem, motivaram a queda nas estimativas. A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) já contabiliza 16 dias de pouca chuva ou seca no Estado, principalmente na região sudoeste.

Com isso, a projeção atualizada da entidade (considerando 30% de área colhida, enquanto o relatório da Conab tinha como base 2%) é de que a produção caia ainda mais e feche em 6,040 milhões de toneladas.

Segundo a reportagem de Paula Vitorino, o analista da Famasul, Leonardo Carlotto, explica que a produtividade na região sul (responsável por 70% da capacidade) já caiu de 46 para 44 sacas, a média, por hectare produzido no último mês. Alguns produtores estão antecipando a colheita, com medo de sofrer mais perdas, mas a decisão é arriscada, porque o grão precoce tem perda de cerca de 15% do potencial.  

Leia Também