Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REFLEXOS SECA

Estiagem pode atrasar plantio e elevar preço dos produtos da soja

Estiagem pode atrasar plantio e elevar preço dos produtos da soja
26/08/2010 20:49 -


ADRIANA MOLINA

O tempo seco poderá atrasar a próxima safra de soja de Mato Grosso do Sul, fazendo com que o grão, cujo plantio normalmente começa em setembro, só seja iniciado em outubro. O problema deve refletir na mesa do consumidor, que já tem comprado o óleo de soja a preços cerca de 20% maiores pela baixa oferta da commodity no mercado.
A saca de soja que antes da estiagem custava cerca de R$ 32 hoje já é vendida no Estado a R$ 39,50, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). “O cenário é de pouca oferta mundial e o consumo continua o mesmo, resultando valores mais altos pagos a quem tem o grão, o que naturalmente é repassado para o consumidor”, explica o superintendente da estatal, Alfredo Sérgio Rios.
Segundo ele, a previsão de estiagem até setembro pode piorar a situação dos preços, pois o solo para o plantio da soja só poderá ser preparado com o início das chuvas. Se for plantada e colhida mais tardiamente, as cotações tendem a ficar maiores à medida que o estoque no mercado é reduzido.
Varejo
Nas prateleiras dos supermercados os consumidores já percebem preços mais altos nos produtos derivados do grão. O óleo de soja, por exemplo, ficou cerca de 26,5% mais caro no mercado em que Paulo César Cavalcante é gerente. “Estávamos vendendo a R$ 1,89 o litro e hoje custa R$ 2,39 em média”, conta.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...