terça, 17 de julho de 2018

EMERGÊNCIA

Estiagem atinge parte do Rio Grande do Sul

4 JAN 2011Por ESTADÃO06h:38

Vários municípios das regiões sul e oeste do Rio Grande do Sul sofrem com uma estiagem e alguns deles já decretaram situação de emergência em razão da falta de chuva.

Segundo a Defesa Civil Estadual, a estiagem é provocada, em parte, pelo fenômeno "La Niña", que afeta a América do Sul. A cidade de Candiota decretou situação de emergência em 22 de dezembro. A mesma medida foi adotada por Pedras Altas nesta segunda-feira, 3.

A cidade de Bagé encontra-se em regime de racionamento de água há vários dias. A cada período de 12 horas as comunidades e bairros alternam fornecimento e não-fornecimento de água. Segundo nota divulgada pela Defesa Civil, "em Bagé, em face das peculiaridades, fala-se em 'exaurimento dos recursos hídricos' ".

"A construção de redes de água desde os poços artesianos perfurados, aliados ao uso de cisternas (que captam água da chuva e de lençóis subterrâneos e abastecem a agricultura e a pecuária), são fundamentais para o enfrentamento da seca", afirmou o capitão Alexsandro Goi, chefe da Divisão de Comunicação Social da Defesa Civil gaúcha.

A estiagem deve se agravar nas próximas semanas segundo a Somar Meteorologia. Segue abaixo o quadro comparativo entre a chuva acumulada nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2009 (sem a influência do fenômeno), de 2010 e a média histórica para as regiões:

Região            Média             2009             2010

Sul                 282 mm          616 mm         114 mm

Centro           410 mm           912 mm        278 mm

Oeste             382 mm          946 mm        150 mm

Leste              320 mm          544 mm         221 mm

Norte             420 mm          640 mm         459 mm

Leia Também