Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Casa & cia

Estética é tendência em iluminação

1 OUT 2010Por 13h:05

SÃO PAULO

Foi-se o tempo em que a lâmpada servia apenas para iluminar. Com a valorização do papel da luz na decoração e o desenvolvimento de novos modelos, as lâmpadas econômicas ganham desenhos diferenciados para diversificar sua aplicabilidade, reduzir o gasto energético e valorizar a estética.
A principal tendência é quanto ao tamanho reduzido e design semelhante às lâmpadas tradicionais. Cada vez menores, as lâmpadas econômicas chegam ao mercado em formatos variados e bulbos reduzidos para conquistar o consumidor também pelo design.
As lâmpadas econômicas tiveram seu consumo estimulado pelo apagão de 2001. Desde então estes produtos  conquistaram o mercado brasileiro, mas encontravam resistência por parte profissionais especializados na área em decorrência de seus tamanhos e dificuldade de adaptação em luminárias.
Para reverter este quadro, as lâmpadas eletrônicas foram diminuídas, iniciativa que permitiu não só a diversificação de sua aplicabilidade bem como a penetração em nichos de maior renda e em ambientes mais sofisticados.
Que a miniaturização permitiu a pulverização da lâmpada fluorescente no Brasil é fato, porém “em termos tecnológicos, o grande desafio tem sido equilibrar a redução no tamanho sem impactar no aumento da carga térmica e sua consequente redução na vida da lâmpada”, explica Ricardo Cricci, diretor comercial da empresa de iluminação Golden. Uma vez que o bulbo é menor, aumenta a pressão e o calor, o que demanda o uso de componentes mais resistentes. Em consequência, seu custo de produção é de 30% a 40% maior, mas o consumidor paga de 25% a 30% mais por essa tecnologia.
Do ponto de vista ambiental, as lâmpadas fluorescentes compactas miniaturizadas são mais ecológicas. Não só porque economizam 80% de energia e duram oito vezes mais, bem como porque geram menos resíduos no final da vida.
Para atender a esta expectativa do consumidor quanto ao design e praticidade, há três novos modelos de lâmpadas fluorescentes compactas: globinho, vela e pêra.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também