Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 13h06min

Estelionatário toma R$ 100 mil em golpes

28 MAI 10 - 06h:33
Vânya Santos

Neuton Vieira dos Santos, 47 anos, foi preso em flagrante, na tarde de quarta-feira,  no Jardim Mainara, em Campo Grande, pela equipe da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco). Ele foi acusado dos crimes de uso de documento falso, falsificação de documento público e estelionato. A suspeita é de que tenha dado prejuízo de pelo menos R$ 100 mil a comerciantes da Capital.

De acordo com informações da polícia, Neuton utilizou documentos roubados para registrar uma empresa na Junta Comercial de Mato Grosso do Sul. Ele se apresentava a comerciantes de Campo Grande como proprietário da empresa Manancial Comércio e Representações Ltda., que operou por um tempo no segmento de produtos alimentícios, até adquirir crédito junto a clientes, fornecedores, comércios e bancos.

Depois de conseguir créditos, Neuton teria passado a aplicar o “Golpe da Arara”, que consiste na compra de grandes quantidades de produtos, com longos prazos para pagamento, para revenda a terceiros por um preço menor que o de mercado. Tanto empresas fornecedoras quanto bancos foram lesados.
Durante investigação foi constatado que a Manancial funcionava no mesmo endereço de um cassino fechado por equipe da Deco no dia 29 de março deste ano, na Rua Raul Pires Barbosa, 435, Bairro Chácara Cachoeira. O contrato de locação do imóvel teria sido assinado pelo golpista, que usou o nome de uma das vítimas roubadas.

Neuton abriu conta bancária com os documentos roubados e distribuiu na praça aproximadamente 60 cheques sem fundo. Ele também teria utilizado documentos perdidos por um ajudante de pedreiro para abrir outra conta corrente, sacando o limite oferecido pela agência bancária.
O homem é acusado ainda de ter locado um veículo Gol, prata, numa empresa localizada na Avenida Joaquim Murtinho, e revendido o carro no Paraguai. O veículo foi recuperado pela vítima, que pagou R$ 10 mil a receptadores daquele Pais.

Conforme equipe do Deco, o acusado atuava em companhia de outros comparsas que já foram identificados e podem ser indiciados nos próximos dias. Neuton é reincidente na prática de estelionato e responde a processo em trâmite na Justiça Federal.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal
INTERIOR SP

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas