terça, 17 de julho de 2018

Estatístico prevê de 5 e 6 apostas vencedoras na Mega da Virada

25 DEZ 2010Por Terra19h:01

O professor doutor em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Sebastião Amorim, calculou entre cinco e seis a quantidade mais provável de apostas que acertarão as seis dezenas no prêmio da Mega-Sena da virada. Para chegar à previsão, o especialista contrapôs o número estimado pela Caixa de 300 milhões de apostas simples previstas para o concurso e o número de resultados possíveis.

Mesmo com a garantia de que o prêmio seja entregue para os vencedores da quina - com a possibilidade de que ninguém acerte a combinação de seis números - a probabilidade foi considerada "desprezível" pelo especialista e estimada em 0,35% de chance. "Temos uma chance de 90% de que haja de três a dez apostas que acertem as seis dezenas, de 2% que haja uma ganhadora e de 99,7% de que este número fique entre cinco e seis", disse Amorim.

A Mega da Virada tem uma procura cerca de 30% maior em número de bilhetes se comparado com 2009. Com mais de 217 milhões de apostas simples no ano passado, o concurso teve quatro que acertaram a sena. A chance de acertar as seis dezenas do concurso é de uma em 50.000.063.860 chances, de acordo com Amorim.

Melhores combinações
As melhores combinações para as apostas, de acordo com o estatístico da Unicamp, são aquelas que não têm sequência lógica. Estas combinações, chamadas "anônimas", tendem a ser muito menos apostadas que aquelas com alguma lógica.

"Por exemplo, uma combinação dos números 17, 22, 38, 39, 46 e 51 terá uma chance muito maior de ganhar sozinha, se sorteada, do que uma aposta 1, 2, 3, 4, 5 e 6, que provavelmente terá milhares de apostadores", explicou.

Sem fé para loterias
Questionado se pretendia fazer a sua "fezinha" na Mega-Sena da virada, o professor disse que não pretendia por "uma questão de coerência". "A probabilidade ensina que a chance de ganhar é absurdamente pequena, como eu ficaria diante dos meus alunos?", diz.

O professor afirma que, pelas estatísticas registradas na cidade de Campinas, a probabilidade de ser atropelado no caminho para a casa lotérica é "consideravelmente maior" do que a de acertar as seis dezenas do sorteio.

Leia Também