Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

RECUPERAÇÃO

Estado precisa de R$ 35 milhões para 37 pontes

19 MAR 2011Por da redação09h:22

O levantamento realizado pela Secretaria de Obras Públicas (SEOP) revela que 37 pontes foram afetadas pelo aumento do nível de rios causados pelas fortes chuvas das últimas semanas. Para recuperar as pontes de madeira que foram destruídas ou danificadas, ou substituí-las por de concreto, o governo do Estado vai precisar de investimentos da ordem de R$ 35 milhões.

De acordo com o secretário de Obras Públicas, Wilson Cabral, o primeiro levantamento de dados realizado pelas 16 regionais há pelo menos 10 dias apontou 27 pontes destruídas ou danificadas, mas após as últimas chuvas, outras tiveram estruturas comprometidas. “Cada engenheiro das 16 regionais da secretaria verificou os prejuízos nas pontes e nas estradas e nos enviou fotografias, relatórios e planilhas”, explicou.

Cabral informou ainda que o último levantamento de prejuízos causados na infraestrutura viária foi encaminhado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil ao Ministério da Integração Nacional. “Este levantamento contém um mapa de localização, o custo da recuperação, entre outros dados sobre cada ponte”, informou.

Do total de 37 pontes afetadas, Wilson Cabral disse que quatro foram destruídas causando o isolamento de comunidades: a ponte sobre o rio Aquidauana no km 0,5, da MS-450, próximo ao Distrito de Piraputanga; a ponte sobre o rio Barreiro, no km 7, da MS-483, na região de Paranaíba; a ponte sobre o rio Coxim, no km 98,6 da MS-142 em Coxim; e a ponte sobre o córrego Alegria, no km 21 da MS-423, também no município de Coxim.

“Nestes locais, a comunidade está fazendo desvios para chegar ao local de destino. A travessia sobre o Rio Aquidauana é a maior com 104 metros e para reconstruir será preciso pelo menos seis meses. As pontes danificadas tiveram fundação comprometida ou foram entortadas”, disse Cabral. A que fica sobre o rio Barreiro conta com 35 metros; sobre o rio Coxim tem 50 metros e a do rio Alegria com 25 metros.

Durante a visita do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra na Capital na semana passada, o governador André Puccinelli entregou um levantamento indicando que, ao todo, serão necessários R$ 109.352.200,00 para restaurar a infraestrutura viária comprometida pelas chuvas, entre rodovias estaduais não pavimentadas com implantação de bueiros, além de pontes e bueiros danificados. O ministro anunciou o empenho de R$ 5 milhões para ações emergenciais que estão para ser liberados.

“Conversei com o ministro e pedi pelo menos a liberação dos recursos para a recuperação das pontes. Todas as solicitações são importantes, mas as pontes são prioridade porque são utilizadas para o escoamento da produção da safra. O ministro nos garantiu o dinheiro para recuperar estas pontes”, afirmou André Puccinelli.

Durante reunião com o ministro Fernando Bezerra, o governador apresentou os impactos dos alagamentos e inundações que foram avaliados em três tópicos: o desalojamento de ribeirinhos (elencadas 891 famílias que não poderão voltar para a morada de origem por estarem em pontos de risco); o dano à estrutura de rodovias e pontes estaduais e vicinais; e a previsão de grande queda de receita de ICMS da produção primária, em função da quebra, principalmente na safra da soja, estimada em pelo menos um milhão de toneladas.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também