Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

SUDECO

Estado pode perder investimentos por falta de nomeações

1 JUN 2011Por Beatriz Longhini16h:00

Mato Grosso do Sul pode perder R$ 100 milhões em investimentos por falta de nomeações de funcionários para atuar na Sudeco. Desde que a Secretaria de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SDC) foi extinta, no dia 5 de maio deste ano, projetos de investimentos federais no Estado estão prejudicados porque não há funcionários para analisá-los até o final deste mês, quando termina o prazo.

O governador André Puccinelli esteve acompanhado por parte da bancada federal solicitando ao Ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra, informações e agilidade no caso.

De acordo com o ministro, ainda não há uma definição de nome para coordenar a Sudeco. “Não podemos criar cargos, temos de fazer uma adequação”, enfatizou.

A expectativa é de que o secretário exonerado Marcelo Dourado seja nomeado superintendente. Assim, segundo Bezerra, toda a equipe que estava com ele deve ser renomeada.

MS-165

O governador André Puccinelli juntamente com a bancada federal também solicitou ao Ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra recursos para asfaltamento da Rodovia MS -165, mais conhecida como Sul-Fronteira.

Para Puccinelli, a estrada servirá para “integração do Brasil, de Mato Grosso do Sul, com o Paraguai”, e também dará condições para se fazer fiscalização mais intensiva na faixa de fronteira. O objetivo é incluir a pavimentação no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo federal.

Investimentos

Estão previstos  R$ 22 milhões no Orçamento Geral  União de 2011 para execução do trecho da MS-165, entre Ponta Porã e Sete Quedas. O custo total da obra é estimado em R$ 340 milhões para pavimentar 227 quilômetros da estrada, de acordo com o deputado federal Giroto (PR), que foi Secretário Estadual de Obras até eleição do ano passado.

(Com informações da Assessoria de Comunicação)

Leia Também