Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INVESTIMENTOS

Estado perderá mais de R$ 40 milhões com corte no Orçamento da União

Estado perderá mais de R$ 40 milhões com corte no Orçamento da União
17/03/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Mato Grosso do Sul perderá R$ 40,986 milhões em investimentos federais este ano por causa do contingenciamento de R$ 44 bilhões no Orçamento Geral da União feito pela presidente Dilma Rousseff (PT) no mês passado, segundo reportagem na edição desta segunda-feira (17) do jornal Correio do Estado.

De acordo com decreto do Palácio do Planalto, todas as emendas individuais terão redução de 25,36% em 2014. Desta maneira, de R$ 14,686 milhões por deputado, o valor caiu para R$ 10,960 milhões, sendo que deste total R$ 5,480 milhões são para atender o orçamento impositivo na área de saúde.

Com o corte de 25,363%, cada parlamentar perdeu R$ 3,726 milhões para atender os projetos que indicou na peça orçamentária deste ano, valor que atinge R$ 40,986 milhões considerando os 11 parlamentares federais sul-mato-grossenses. O valor corresponde a 5,15% dos R$ 795 milhões em investimentos federais que foram assegurados no Orçamento pela bancada federal.

Para tentar reverter esta situação, o coordenador da bancada federal, Vander Loubet (PT) afirmou que “vamos trabalhar com a bancada para recompor estas perdas - que não afetam só Mato Grosso do Sul, mas todo o País - o mais rápido possível, uma vez que o contingenciamento foi necessário para adequar as contas do governo federal”, explicando que em outros anos também houve contingenciamento. Isso ocorreu em fevereiro de 2011. A reportagem é do correspondente do Correio do Estado em Brasília, Clodoaldo Silva.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.