Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 15 de fevereiro de 2019 - 17h11min

Estado empregou 135 pessoas por dia durante março

16 ABR 10 - 02h:10
ADRIANA MOLINA

Mato Grosso do Sul registrou em março incremento de 4.204 postos de trabalho − saldo 1,07% superior ao verificado no mesmo período do ano passado e 6,7% maior que em fevereiro, quando foram admitidos 3.940 trabalhadores. Isso equivale dizer que por dia foram criadas em média 135 vagas. Com esse resultado, o Estado atingiu seu terceiro melhor desempenho trimestral em geração de empregos dos últimos 14 anos, com 9.833 admissões, equivalente a média diária de 109 empregos, e se coloca em oitavo lugar no ranking nacional da empregabilidade, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

No mês, o índice foi puxado basicamente pela indústria de transformação, responsável por 39% ou 1.633 dos postos criados. “O início da safra de cana-de-açúcar impulsionou o emprego na indústria do etanol em Mato Grosso do Sul, fazendo os empregos dispararem nessa área”, justificou o economista Áureo Torres.

Em seguida, destacou-se o setor de serviços, com o acréscimo de 1.328 vagas − cerca de 31,6% do volume total constatado pelo Caged. Em terceiro, o que mais empregou no mês passado, o agropecuário, que em março, abriu 886 vagas, apresentando decréscimo de 43% ante fevereiro, quando foram abertos 1.555 novos postos de trabalho.

A queda no índice de geração de empregos no setor é reflexo do final da colheita, principalmente da soja, que começou abril com 95% colhida, tendo seu pico de retirada dos campos em fevereiro. Também registraram crescimento pequeno os serviços industriais de utilidade pública, com apenas 25 vagas; o extrativismo mineral, com 40; a administração pública, com 75; e, surpreendentemente, o comércio, que tradicionalmente é um dos maiores geradores de emprego no Estado, que abriu somente 87 novas vagas.

Capital
Em Campo Grande, o saldo também foi positivo, com a abertura de 816 vagas, a maior parte, cerca de 69%, ou 562 no setor de serviços. “Na Capital tivemos o 4º melhor trimestre em 14 anos e o 3º melhor mês de março para o emprego no mesmo período”, avalia Torres.
Tiveram acréscimo ainda os setores de indústria da transformação, com 183 vagas e o comércio, com 137. Registraram déficit a construção civil, com o fechamento de 82 postos de trabalho, e o setor agropecuário, com 10 vagas extintas.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CONSUMO

Deputados convocam Aneel para explicar aumento na luz

Presidente Paulo Corrêa quer respostas técnicas para reajuste
Prefeito fiscaliza atendimento nos postos de saúde da Capital
UPA LEBLON

Prefeito fiscaliza atendimento nos postos de saúde da Capital

Chuva transforma rua em rio  de lama no Jardim Monte Alegre
NA LAMA

Chuva transforma rua em rio de lama no Monte Alegre

Acusado de envenenar café de agentes penitenciários é absolvido
JÚRI POPULAR

Acusado de envenenar agentes penitenciários é absolvido

Mais Lidas