quarta, 18 de julho de 2018

finalmente

Estado destina R$ 24 milhões para recapear o centro da Capital

28 SET 2010Por 00h:00

Anahi Zurutuza Mila Crestani

O Governo estadual deve investir R$ 24 milhões no recapeamento das avenidas Afonso Pena, Mato Grosso e outras ruas da região central de Campo Grande. Conforme o prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), a previsão é de que os recursos sejam liberados logo após as eleições. Como os projetos para os investimentos já estão prontos, em seguida, será aberta licitação e as obras começam ainda neste ano. A expectativa é de que os reparos na Afonso Pena estejam prontos até o fim do ano.
O dinheiro para os empreendimentos, segundo Trad Filho, será liberado pelo Governo estadual e ainda há contrapartida da prefeitura. Além de refazer a pavimentação da Afonso Pena e Mato Grosso (em toda a extensão das duas avenidas), a prefeitura pretende ainda recuperar o asfalto de vias do quadrilátero central, formado pelas ruas 26 de Agosto, Antônio Maria Coelho, Calógeras e Pedro Celestino. Ou seja, alguns trechos das ruas Barão do Rio Branco, Dom Aquino, 14 de Julho, 13 de Maio, Rui Barbosa e Marechal Cândido Mariano Rondon também receberão melhorias.
No começo deste ano, o prefeito informou que seriam investidos R$ 8 milhões para recapear as avenidas Mato Grosso e Afonso Pena, mas o valor teve de ser alterado para contemplar outras vias do Centro da cidade. “Ampliamos a quantidade de ruas e avenidas que serão recapeadas”, afirmou.
O prefeito não informou se os recursos repassados pelo Governo estadual incluem alguma verba federal.

Benefícios
De acordo com Trad Filho, a Afonso Pena e Mato Grosso são duas vias que podem ser consideradas as mais importantes da cidade. Mas as ruas do centro da Capital também estão desgastadas e precisam receber nova cobertura de asfalto. “São vias que o campo-grandense usa diariamente”.
Devem ser contempladas com asfalto novo algumas das principais vias de acesso às saídas da cidade, como as avenidas Guaicurus (do  anel rodoviário até a Avenida Gury Marques), Bandeirantes e Bandeiras. O projeto para o recapeamento nestes outros locais (centro e avenidas) faz parte de uma das propostas apresentadas pelo município para ser financiado com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2. A proposta precisa ainda ser aprovada pelo governo federal.

Leia Também