Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

DECANA

Estação ferroviária de Corumbá completa 43 anos

8 MAI 2011Por Montezuma Cruz00h:03

O cheiro de urina, os vidros quebrados e o mato alto caracterizam atualmente a decana Estação Ferroviária de Corumbá, que completa neste domingo, talvez esquecida, o seu 43º aniversário.
Nem aquele relógio que orientava ferroviários e passageiros existe mais. Duas simples placas ainda se encontram em pilares da estação: “NOB – Esta estação construída na administração do general Ramiro Gorretta Júnior, consolida a Transcontinental Santos-Arica, na mais arrojada integração ferroviária sul-americana. Corumbá, 8/5/1968.” A outra, colocada ali nesse mesmo dia, diz: “La Empresa Nacional de Ferrocarriles de Bolívia rende su homenaje a la Red Ferroviaria Federal S/A del Brasil.”
Inaugurada em 1952 pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (NOB), ela teve o destino de tantas outras que morreram juntas ou após a extinção de ferrovias brasileiras em alguns estados.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Leia Também