Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

DE SAÍDA

Esposa de Ricardo Candia será exonerada da Ceasa

2 JUN 2011Por EPTV00h:01

A Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa) anunciou ontem (1º/06) que a gerente do Departamento de Alimentação Escolar, Fabiana Candia, será exonerada do cargo hoje (2). Ela é esposa de Ricardo Candia, ex-diretor de Controle Urbano da cidade e que está sendo investigado por supostas fraudes em contratos públicos. Fabiana será exonerada quando retornar de licença médica. O novo presidente da Ceasa, Nivaldo Dóro, informou que analisa a possibilidade de exonerar outros funcionários da autarquia que tenham ligação com o alto escalão da prefeitura.

 ex-diretor de controle urbano é citado muitas vezes no relatório do Ministério Público, que investiga denúncias de irregularidades em processos licitatórios, e mesmo depois de deixar o cargo na prefeitura, continuou influente no governo municipal e cobrando propina. É o que mostram as escutas telefônicas feitas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais), com autorização judicial.

As transcrições que constam nos relatórios da Promotoria apontam ainda que ele era mais próximo da primeira-dama e chefe de Gabinete, Rosely Nassim Santos, do que ela própria disse à EPTV no mês passado.


Ex-prefeito de Corumbá, Candia ocupou o cargo de diretor por cerca de quatro meses no início do governo de Hélio de Oliveira Santos. As empresas em nome dos filhos dele, a CD Empreendimentos e a RP Incorporações, são donas de 18 áreas onde estão instaladas torres de telefonia celular, como revelou a EPTV antes mesmo das prisões da semana passada. As autorizações eram feitas pelo departamento de

 Controle Urbano.
Novos trechos de conversas divulgados pelo MP, mostram que o ex-diretor continuou influente no governo, negociando propinas. Em um dos casos, ele intermediou a redução de uma dívida de IPTU, mas cobrou 15% sobre o valor. A quantia, que deveria ser paga em dinheiro, seria dividida entre ele, a “doutora” (que seria Rosely Nassim Santos) e uma outra pessoa.A investigação do MP mostra que Candia intermediava várias negociações na prefeitura. De acordo com o ex-presidente da Sanasa e delator do esquema de corrupção, Luiz Augusto Aquino, era Candia quem buscava as propinas nas empresas que fechavam os contratos fraudulentos, junto com a primeira-dama.

Em entrevista à EPTV no mês passado, logo após as primeiras denúncias, Rosely Nassim Santos, disse que conhecia pouco o ex-diretor. Desde quinta-feira (26/05), a reportagem tenta falar com a chefe de Gabinete para que ela comentasse as novas ligações descobertas pelo MP, mas não obteve retorno.
 

Leia Também