Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

casa

Especialistas dão dicas para embelezar áreas de serviço

28 JUN 2012Por terra00h:00

A área de serviço é, provavelmente, o espaço mais desvalorizado de uma residência. Não espanta que, associada aos pesados trabalhos de lavar e passar roupa, muita gente pense que ela não pode mesmo ser agradável. Mas, com algumas mudanças, é possível dar um ar mais amigável a esse cômodo.

Alguns toques de cor, por exemplo, ajudam a tornar a área de serviço mais alegre. A arquiteta Eliana Franklin diz que o local não precisa ser todo branco, como de costume. “Dá pra brincar com texturas, trabalhar com o acabamento dos móveis, colocar pastilhas coloridas na parede”, diz. A também arquiteta Marcy Ricciardi, recomenda, por exemplo, usar portas coloridas nos armários, e lembra que até mesmo um mosaico é uma opção ousada para dar um ar descontraído. Ela diz, ainda, que os equipamentos também oferecem seu toque na estética no ambiente. “Os eletrodomésticos em aço escovado dão um ar mais moderno ao local.” Esses detalhes não só embelezam, mas também mostram a personalidade do morador.

A organização, por sua vez, serve para melhorar a aparência da área de serviço. Eliana recomenda armários altos para colocar escadas e vassouras, escondendo esses objetos. Em um projeto, no entanto, o designer Décio Navarro desenhou um móvel no qual essas coisas ficam guardadas na horizontal. “A lavanderia tinha um janelão. Portanto a saída foi essa, já que um armário vertical bloquearia parte da iluminação.” Além disso, a dona do apartamento ganhou uma bancada para colocar suas plantas e dar mais vida ao ambiente.

Na hora de embelezar a área de serviço, no entanto, a arquiteta Eliana Franklin dá uma dica preciosa: “Não dá para ser só bonitinha; ela tem de aliar estética e funcionalidade”. Ela lembra que esses ambientes estão ficando cada vez menores nos novos empreendimentos, e economizar espaço é fundamental. Por isso mesmo, em vez de usar uma máquina para lavar e outra para secar, o ideal é ter uma multifuncional, que faça as duas coisas.

A arquiteta Janaína Bazzo, por sua vez, afirma que o número de moradores é que vai definir quanta roupa será lavada e, com isso, qual tipo de equipamento será usado. Ainda na questão funcional, Marcy lembra a importância de usar cores claras na parede e na iluminação para que as pessoas consigam ver melhor manchas e sujeiras nas roupas.

O varal também depende de alguns fatores. Eliana diz que, quando a área é ventilada, usa-se o de teto, pois ele sobe e se “esconde” da vista dos outros enquanto não está sendo usado. Para espaços pequenos, ela recomenda os de chão, que ficam guardados quando não utilizados. Janaina, por sua vez, cita os retráteis: “Quando não estão em uso, são recolhidos, deixando o espaço mais 'clean'”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também