Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Corumbá

Escolas do Grupo de Acesso agitam

3 MAR 14 - 12h:45Ana Carolina Monteiro, de Corumbá

Uma noite de muito samba, brilho, magia, histórias, homenagens e exemplos de superação. Assim foi o primeiro dia de desfile das escolas de samba em Corumbá (MS). Entraram na Avenida, neste domingo (2), cinco escolas que compõem o Grupo de Acesso, todas de olho em uma vaga para o grupo especial, três delas, Vila Mamona, Imperatriz Corumbaense e a Major Gama, com grandes chances de conquistar o título de Campeã do Carnaval 2014, segundo a Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá).

“A contar que começamos o dia com quatro escolas comprometidas a desfilar e terminamos com as cinco na Avenida, acho que deu tudo certo. Foi um espetáculo muito bonito. E pelo que pudemos ver, a Vila, a Imperatriz e a Major Gama trouxeram grandes diferenciais, as três têm chance de conquistar o título deste ano” declarou o presidente da Liesco, Enilde Vital da Costa, o senhor Nelson, como é conhecido por todos, segundo o qual suas expectativas foram superadas.

O Desfile
Uma viagem aos bailes das décadas de 60 e 70 com as lembranças da banda mais antiga em atuação na cidade. Assim foi o desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Caprichosos de Corumbá que homenageou o grupo MJ-6, referência de música de qualidade que atravessa gerações. Logo na comissão de frente, a escola trouxe casais como num grande baile. O violão das serenatas, as cifras das canções e composições que marcaram época como “Caminho Eu”, até hoje, uma referência de música regional.

Colorindo a passarela do samba com variados tons, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira do Pantanal, desvendou o significado e a simbologia das cores na vida do homem e suas civilizações ao longo da História. Na comissão de frente, a ausência da diversidade de cores remeteu à escuridão inicial do universo, onde a luz, primordial para o vislumbre das cores, imperava. Com o Big Bang, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, trouxe a explosão das cores que também revelou uma ala das baianas multicolorida, cujas integrantes vestiam um traje de cor diferente. Abusando do brilho trazido pelo acetato, as alas representaram o azul das águas, o verde das matas, o vermelho da paixão, o laranja da fertilidade, o marrom da terra e demais tonalidades com suas respectivas referências.

Depois do embate entre desfilar ou não, em razão de uma dívida de R$ 10 mil com integrantes, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Imperatriz Corumbaense superou adversidades e foi a terceira agremiação a se apresentar na Avenida General Rondon, e terminou ainda na noite de domingo seu desfile. Seu samba-enredo homenageou o “filho de Corumbá” e prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal.

Com o poder da magia, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Major Gama encantou o público e os jurados espalhados pela passarela do samba. Desfilando já na madrugada de segunda-feira (03), a agremiação falou do sobrenatural, da superstição. O refrão do samba-enredo dizia: “tem feitiço esse seu olhar”. O povo fenício que usava a orientação das estrelas para a navegação foi escolhido para a representação da comissão de frente. Composta exclusivamente por integrantes do sexo masculino, a comissão anunciou todo um “leque” de elementos misteriosos e ocultos que fascinam e desafiam o homem a compreendê-los. Seres encantados, entre eles, as fadas não ficaram de fora. As baianas, com fantasias em tons de rosa e prata, representaram esses seres tão comuns em contos infantis. Também vieram para a apresentação magos e bruxas com seus rituais.

Última escola de samba a passar pela General Rondon, a Vila Mamona fechou o desfile do grupo de acesso do Carnaval Cultural de Corumbá contando um pouco da história do cinema. Personagens que marcaram época nas telonas foram lembrados pela agremiação, como James Bond, Sherlock Holmes, King Kong, Mazzaropi e Xuxa. A comissão de frente, coordenada pelo coreógrafo Jô Diuary, representou um set de filmagem e foi um dos principais destaques da Vila. O quesito trouxe encenações clássicas de sucessos muito conhecidos, como o Gordo e o Magro, A Bela e a Fera, Tropa de Elite, Freddy Kruger, Star Wars, Jason, Pânico, e O Massacre da Serra Elétrica. Os épicos Tróia e Titanic também foram representados em alegorias, assim como a maior premiação do cinema mundial: o Oscar. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, formado por Carlinhos Sorriso e Patinha, estava fantasiado de Frankenstein e sua Noiva, longa-metragem rodado na década de 30 e que ainda hoje assusta muita gente. 

(Fotos: Anderson Gallo / Diário Corumbaense)

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo
FUTEBOL

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia
VIAGEM

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9
TRAGÉDIA

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9

Na primavera índice de temporais e raios são maiores; saiba como se proteger
ESTAÇÃO DO ANO

Na primavera índice de temporais e raios são maiores; saiba como se proteger

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião