Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

IGUALDADE RACIAL

Escola municipal da Capital é finalista do Prêmio Educar

2 DEZ 2010Por Thiago Andrade00h:10

Buscando conscientizar os alunos e mostrar que o preconceito deve ser evitado, por meio de projetos educacionais, a Escola Municipal Professor Múcio Teixeira Júnior foi escolhida como finalista da 5ª edição do Prêmio Educar para a Igualdade Racial: Experiências de Promoção da Igualdade Racial-Étnica no Ambiente Escolar, promovido pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades de São Paulo. A premiação acontecerá nos dias 14 de dezembro, às 19h, no Sesc Santana, em São Paulo. Durante a viagem, os finalistas também participarão de um curso de Relações Raciais.

“Desenvolvemos oficinas com os alunos, nas quais eles colocaram em prática, durante todo o ano, atividades culturais e de promoção de igualdade”, explica Dejair. Entre os projetos, um que chama a atenção foi “Comunidade Tia Eva: O cabelo como forma de expressão”, na qual recebemos cabeleireiros na escola e fizeram penteados como tranças e rastafáris, baseados no que os alunos viram na comunidade. “As crianças passaram a se aceitar como afrodescendentes, a se reafirmar e fortalecer esses traços culturais”, pontua.

Em outro projeto, a escola em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Municipal de Cultura restaurou a Praça do Preto Velho, localizada no bairro. “Com a restauração, promovemos oficina para explicar às crianças quem era aquela figura, que surge como líder nas religiões africanas, detentor da história oral e da sabedoria”, explica o professor. Segundo ele, o reconhecimento por meio da indicação ao prêmio é importante não só para a escola, mas para todos os alunos que participaram.

Leia Também