Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VIOLÊNCIA

‘Era a 1ª vez que saía para protestar’, diz irmão de miss morta na Venezuela

‘Era a 1ª vez que saía para protestar’, diz irmão de miss morta na Venezuela
20/02/2014 19:00 - g1


O irmão da miss que morreu nesta quarta-feira (19) na Venezuela após ser baleada em um protesto contra o governo disse nesta quinta-feira (20) em entrevista à emissora “CNN” que esta foi a primeira vez que a jovem saiu às ruas para participar das manifestações. Génesis Carmona tinha 22 anos e foi eleita Miss Turismo Carabobo 2013.

“Era a primeira vez que saía às ruas para se manifestar. Ela decidiu sair, pela primeira vez em tanto tempo, e não merecia isso”, afirmou José Alberto Gil.

Ele contou que algumas autoridades foram ao hospital onde sua irmã morreu para dar apoio à família, mas disse que considera o ato “como uma palmada nas costas, não só por ela, mas pelas outras pessoas que seguem caindo.”

No mesmo dia da morte, o presidente Nicolas Maduro lamentou em rede nacional a morte da miss e afirmou que são realizadas investigações para determinar as responsabilidades. Ele adiantou que, segundo a balística já realizada, a jovem foi atingida pelas costas.

A jovem foi baleada na Avenida Cedeño, na cidade de Valencia, que fica no estado venezuelano de Carabobo. Ela participava de uma manifestação em apoio a Leopoldo López, que convocou os protestos e se entregou à polícia nesta terça.

A Venezuela vive um clima de tensão após vários dias de protestos, depois que distúrbios causaram três mortes e deixaram dezenas de feridos em uma manifestação estudantil na quarta-feira passada (12). Nesta semana, outras três pessoas morreram e dezenas ficaram feridas.

O dirigente de oposição Leopoldo López, que tinha uma ordem de detenção contra si por causa desses incidentes, se entregou à Guarda Nacional (Polícia Militar) após liderar uma grande manifestação de oposição ao governo de Nicolás Maduro no leste da cidade.

O governo do presidente Maduro responsabiliza López pelos incidentes e culpou os Estados Unidos pela violência em Caracas e em outras cidades nos últimos dias.

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!