sábado, 21 de julho de 2018

AUTOMOBILISMO

Equipes fazem ajustes finais para o Rali Dakar

29 DEZ 2010Por 17h:49

A largada promocional do Rally Dakar será apenas no sábado, 1 º de janeiro, mas, para as equipes, a prova começou com a liberação dos veículos do porto de Buenos Aires, Argentina. Nesta quinta-feira, os pilotos tiveram pouco tempo para fazer ajustes finais nos equipamentos, que agora ficam trancados para as vistorias oficiais da organização.

Para Jean Azevedo, o momento foi o único contato que teve com sua moto antes da competição. A KTM 690 veio direto da fábrica austríaca em um cargueiro da própria organização.

- Treinei no Brasil com uma motocicleta muito parecida, mas é claro que a moto da corrida é diferente -, explicou o piloto que retorna à categoria em 2011.

O estreante na disputa Marlon Koerich também só conheceu seu carro na hora de finalizar os preparativos.

- Já deu para sentir a grandiosidade do rali pelo número de filas e pessoas. Ainda teremos um dia longo pela frente, realizando os pequenos ajustes necessários no veículo, afinal nosso primeiro contato foi apenas ontem -, contou.

Piloto causa acidente em Buenos Aires

Na noite da última terça-feira, o piloto chileno Ignacio Casale Silva, inscrito no Rally Dakar, colidiu sua caminhonete Toyota em um automóvel doméstico nos arredores de Buenos Aires, local que será sediada a largada da principal competição da modalidade.

O acidente ocorreu em um cruzamento da cidade de Ramos Mejía, distante 15 km da capital argentina. Segundo a imprensa local, o condutor do outro veículo, Daniel Lemos, sofreu lesões na clavícula e acusou o chileno de estar em uma velociadade excessiva, além de ter quase atropelado uma pedestre.

- A caminhonete de Casale Silva estava a mais de 100 km/h -, denunciou Lemos ao jornal portenho "Infobae".

Ainda não tem a confirmação de que Casale, inscrito com o número 401, participará do rali, que está marcado para o próximo sábado (dia 1º de janeiro), pois seu carro foi bastante danificado.

Leia Também