ESPORTES

Equipes favoritas avançam à fase de quartas de final

Equipes favoritas avançam à fase de quartas de final
23/04/2010 07:31 -


JAKSON PEREIRA

A fase de oitavas de final da Copa do Brasil não apresentou surpresas, e todos os classificados na rodada de quarta-feira são da Primeira Divisão do futebol brasileiro: Santos, Palmeiras, Grêmio, Vasco, Vitória e Atlético Mineiro. Na noite de ontem foram definidos os outros dois classificados, que saíram dos confrontos entre os times da elite, Fluminense e Atlético Goianiense, que enfrentaram, respectivamente, Portuguesa da Série B e Santa Cruz da Série D.

Na próxima fase da competição nacional, que dará ao campeão uma vaga na Copa Libertadores de 2011, serão disputados jogos de grande rivalidade. Uma das partidas envolve o time sensação do ano, Santos, que jogará contra o Atlético Mineiro, do ex-técnico do clube, Vanderlei Luxemburgo. Na rodada de quarta-feira, o time santista perdeu para o Guarani por 3 a 2, mas ficou com a vaga por ter goleado por 8 a 1 na partida de ida. Já o Atlético venceu os dois jogos das oitavas de final contra o Sport (1 a 0 e 2 a 0).

Outro confronto já definido é entre Vasco, que eliminou o Corinthians do Paraná ao vencer as duas partidas (1 a 0 e 2 a 1) e Vitória que eliminou o Goiás com um triunfo por 4 a 2 e um empate por 2 a 2.

O Palmeiras, que eliminou o Atlético Paranaense, enfrentará na próxima fase Atlético (GO) ou Santa Cruz, que duelaram na noite de ontem. Já o Grêmio, que passou apertado pelo Avaí (venceu o primeiro jogo por 3 a 1 e perdeu o segundo por 3 a 2), enfrenta Fluminense ou Portuguesa.
Os jogos de ida das quartas de final acontecem na próxima semana com Vasco, Santos, Portuguesa ou Fluminense, Atlético Goianiense ou Santa Cruz abrindo os confrontos fora de casa.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".