Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Equipes cobram US$ 5 milhões

Equipes cobram US$ 5 milhões
22/01/2010 08:30 -


Ex-piloto da Fórmula 1, o holandês Robert Doornbos disse o preço que a Campos e a USF1 estão cobrando para aceitar um competidor na temporada 2010: US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 9 milhões). “Havia uma série de possibilidades de eu voltar à Fórmula 1. Tive conversas com a Campos e a USF1, mas elas pediram US$ 5 milhões em patrocínios. Mesmo que eu tivesse esse dinheiro, preferiria investí- lo na Indy, onde ficaria na frente, ao contrário da Fórmula 1”, afirmou o piloto, que tem passagem pela Minardi, Jordan e Red Bull sem somar pontos. Até o momento, a USF1 ainda não anunciou nenhum piloto, enquanto a Campos tem o brasileiro Bruno Senna com contrato assinado – o sobrinho do tricampeão mundial Ayrton Senna, aliás, jura que não levou nenhum dinheiro à equipe, apesar de não estar recebendo salário. A situação financeira das duas equipes é alvo de grande desconfiança na Fórmula 1, a ponto de o chefe financeiro da categoria, Bernie Ecclestone, duvidar da participação delas na abertura do campeonato, em 14 de março.

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!