Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

CAPITAL

Equipamentos medem emissões de veículos

30 MAI 2011Por DA REDAÇÃO14h:55

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), por meio de uma estação móvel de monitoramento, está medindo a emissão de gases de veículos. A medida visa a elaboração do Inventário de Emissão Atmosférica por Veículos Rodoviários previsto no Plano de Controle de Poluição Veicular (PCPV), preconizados pela Resolução nº 418 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

A ordem de serviço para as empresas Ecoprime e Deméter Engenharia para realizar o trabalho foi publicada na semana passada, no Diário Oficial do Município. A primeira deve medir e avaliar a qualidade do ar, além de elaborar o inventário de emissões de gases poluentes pelos veículos. A segunda deve elaborar o Plano de Controle de Poluição Veicular. Ambas têm dez semanas para concluir o serviço. O investimento é de R$ 246,5 mil.

O inventário, item obrigatório no Plano, prevê dados importantes para iniciar o processo de inspeção da poluição veicular, entre eles o número da frota, tipo do veículo, do motor e do combustível, idade do veículo, entre outros. Até amanhã, a base de monitoramento ficará no pátio da Coca-cola. Amanhã, o medidor móvel será instalado na avenida Júlio de Castilho e, em seguida, na avenida Afonso Pena, na área central.

Segundo o titular da Semadur, Marcos Cristaldo, o equipamento além de fazer a medição dos gases poluentes, também terá a função de contabilizar os veículos que circulam pelas vias onde o aparelho será colocado. “Este estudo complementa as ações da Prefeitura no que diz respeito à política de preservação do meio ambiente”, destacou, citando alguns projetos já existentes, entre eles “Córrego Limpo”, “Programa de Arborização do Município”, o projeto “APA do Guariroba”, todos de caráter de preservação ambiental.

A verificação do gás veicular conta com a parceria da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Instituto do Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso do Sul (Imasul).

Frota da Capital
Campo Grande conta hoje com frota de 392,1 mil veículos. Em Mato Grosso do Sul o número cresceu quase 145% entre 2000 e 2010, passando de 397,3 mil para 972,5 mil, conforme o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
Estimativa feita a pedido do Correio do Estado pelo engenheiro sanitário e ambiental Neif Salim Neto, em fevereiro, indicou que em 2010 foram emitidas 1,5 milhão de toneladas de CO2, além de outros gases poluentes. Os veículos da Capital foram responsáveis por jogar na atmosfera 644 mil toneladas de gás carbônico.

Leia Também