Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FIFA

Entidade libera R$ 470 mil para projeto social de ex-lateral da seleção

Entidade libera R$ 470 mil para projeto social de ex-lateral da seleção
23/01/2014 15:45 - FOLHA PRESS


A Fifa escolheu o projeto social do ex-jogador Jorginho para anunciar uma série de investimentos no setor. Na manhã de hoje, o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, anunciou a liberação de US$ 200 mil (cerca de R$ 470 mil) para o Instituto Bola pra Frente, que fica em Guadalupe, zona norte do Rio.

O instituto será beneficiado pelo Football for Hope (Futebol para Esperança), que vai contemplar 108 programas de desenvolvimento social ligados ao esporte em todo o mundo e que receberão apoio financeiro da FIFA neste ano, em um montante total de US$ 3,1 milhões.

O programa inclui a construção de minicampos como incentivo à educação no país.

No total, o Bola pra Frente vai receber ainda mais US$ 800 mil (R$ 1,88 milhão) da Fifa. A segunda parte virá do "fundo de legado para o futebol brasileiro", que será anunciado em março pela entidade.

Este fundo vai investir US$ 20 milhões (cerca de R$ 47 milhões) em projetos sociais pelo país.

O fundo de legado é uma tentativa da Fifa para tentar melhorar a sua imagem no país após a série de protestos populares durante a Copa das Confederações. As 12 cidades-sede serão as principais beneficiadas.

"Ainda vamos fechar e anunciar completo todo esse investimento, mas são pelo menos US$ 20 milhões que a Fifa vai investir em comunidades no Brasil para construção de minicampos e para provocar esporte aliado sempre à educação", disse o secretário-geral da Fifa.
 

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?