Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Albergue

ENTENDA O CASO

10 JAN 2011Por DANIELLA ARRUDA00h:00

A área que abriga o antigo Albergue Noturno foi fruto de doação feita à prefeitura em 1947 por Amélio de Carvalho Baís e Alexandre Kalil Saad. Na época, o município recebeu os lotes nº 6 e 7 da quadra A, da planta aprovada em 14 de novembro de 1946, no Bairro Amambaí. Dez anos depois, por meio da Lei 512, de 15 de março de 1957, o prefeito Marcílio de Oliveira Lima autorizou a construção de um prédio no local, destinado a abrigar o Albergue Noturno, a ser administrado e mantido exclusivamente pela Associação das Abnegadas de Mato Grosso. Esta entidade foi declarada de utilidade pública pela Lei nº 494, de 14 de novembro de 1956.
Dois anos depois, por meio da Lei nº 567, de 19 de julho de 1958, Marcílio de Oliveira Lima retificou a localização do imóvel, que passou a constar como Lote nº 188, Quadra 14, da Avenida Marechal Deodoro, no Bairro Amambaí. Com o passar do tempo, a entidade mantenedora foi se esvaziando e, com a construção de um albergue na mesma quadra, o antigo perdeu sua função. Hoje apenas uma família mora no local. (DA)

Leia Também