Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Enersul terá recursos para investimentos

7 OUT 2010Por Carlos Henrique Braga01h:34



Os R$ 70 milhões que devem resultar da emissão de novas ações ordinárias da Empresa Energética de Mato Grosso do Sul (Enersul) serão investidos em infraestrutura. Em nota, a concessionária rebateu a afirmação da Moody’s Investors Service de que o dinheiro seria usado para pagar dívidas de curto prazo e reduzir perdas no sistema de distribuição.
O montante corresponde ao valor do aporte do Fundo de Infraestrutura do FGTS (FI-FGTS), gerido pela Caixa Econômica Federal, na holding EEVP, controladora do Grupo Rede Energia, que por contrato deve ser revertido à Enersul, segundo a concessionária. Outros R$ 530 milhões, também provenientes do fundo, serão destinados à melhorias em infraestrutura da Centrais Elétricas do Pará (Celpa).
A oferta de papéis, que deve expandir o capital social da empresa em 9,98%, é a primeira desde que a Rede assumiu o controle. Na última terça-feira, edital informou emissão de 5,3 bilhões em ações ordinárias que farão o patrimônio líquido oscilar entre R$ 701,8 milhões e R$ 771,8 milhões.
O presidente do Conselho de administração, Jorge Queiroz de Moraes Júnior, convocou assembleia-geral para fixar o prazo para o exercício do direito de referência na subscrição de ações pelos acionistas e da destinação das sobras. A reunião do conselho será no dia 20, na sede da empresa, em Campo Grande.

Leia Também