Terça, 20 de Fevereiro de 2018

ALERTA

Enersul entra no combate à dengue

3 FEV 2011Por DA REDAÇÃO15h:39

A Enersul multiplicará, nos 73 municípios que compõem sua área de concessão em Mato Grosso do Sul, uma mensagem para estimular a população a atuar cada vez mais na prevenção à doença. Só no ano passado a dengue provocou a morte de 44 pessoas no Estado ainda causou enfemidade a outras 81 mil.
A campanha, que vem potencializar as ações de saúde pública na busca de
maiores resultados para o bem estar da população, será feita por meio do
slogan “ Dengue combata com energia” adesivado em toda a frota de veículos
de serviço, nos uniformes dos eletricistas, leituristas e colaboradores das
lojas de atendimento ao público, além de ser estampada num gigantesco
painel na fachada do centro operacional da empresa e em cartazes nos
agentes comerciais da rede Enersul Fácil.
A meta é sensibilizar as pessoas a eliminar todo tipo de ambiente que
possibilite a proliferação do mosquito transmissor da dengue.
A campanha é orientada pela Política de Sustentabilidade da Rede Energia,
controladorada Enersul, e que está motivando outras distribuidoras do grupo
a darem uma parcela de contribuição para as comunidades alcançarem
resultados positivos nessa luta.
O ponto de partida foi numa reunião com o Ministro da Saúde, Alexandre
Padilha, e que contou com 120 convidados representando 70 parceiros de
diversos setores como energia, telecomunicações, mídia, supermercados,
companhias aéreas entre outros. O evento teve como objetivo discutir a
importância do engajamento das empresas socialmente responsáveis para a
luta nacional de Combate à Dengue envolvendo os vários setores e segmentos
para a participação voluntária e disseminação de informações.
Durante o evento foi apresentado levantamento dos índices de infestação
pelo mosquito Aedes aegypti no país que apontam para a necessidade de ações
de prevenção e de mobilização do setor público, privado e sociedade para
diminuir os riscos de uma epidemia. São 16 estados e 70 municípios em
situação de alerta no País. Mato Grosso do Sul aparece entre os cinco
estados com risco alto, ou seja, apena um nível abaixo das áreas em
situação de alerta.

Leia Também