Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

MERCADO

Energia eólica puxará demanda por materiais, diz Romi

27 ABR 2011Por ESTADÃO12h:47

O crescimento do setor de energia eólica deve puxar, neste ano, a demanda por fundidos e usinados da Romi, de acordo com avaliação do diretor-presidente da empresa, Livaldo Aguiar dos Santos. Após retração decorrente do acirramento da crise em 2008, a colocação de pedidos desses produtos para o setor de energia eólica voltou a crescer no fim do ano passado. No primeiro trimestre, a entrada de pedidos no segmento de fundidos e usinados chegou a R$ 38,149 milhões, com expansão de 73,7% ante o intervalo equivalente de 2010 e de 177,9% na comparação com o quarto trimestre do ano passado.

A entrada total de pedidos somou R$ 178,937 milhões (valor bruto, com impostos) no primeiro trimestre, 13,1% acima do mesmo período do ano passado e 23,4% superior à do último trimestre de 2010. Além de fundidos e usinados, a entrada de novos pedidos foi composta por R$ 110,370 milhões de máquinas-ferramenta e R$ 30,418 milhões de máquinas para plástico. No segmento de máquinas-ferramenta, a demanda é puxada por setores de bens de capital e máquinas agrícolas, enquanto as embalagens lideram a procura por máquinas para plástico.

Embora tenha divulgado em outubro de 2010 expectativa de aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,5% em 2011, com expansão da receita da companhia de 10% a 20%, a Romi avalia que, neste trimestre, é que será possível ter mensuração mais precisa da demanda por fundidos e usinados, máquinas-ferramenta e máquinas para plásticos. O segundo trimestre é o mais aquecido para as vendas da companhia, com concentração de feiras e eventos do setor.

Em relação a possíveis fusões e aquisições, a Romi mantém seu interesse em empresas que tenham produtos que complementem seu portfólio no Brasil e no exterior. "Temos um time bastante ativo prospectando projetos", diz o diretor-presidente. A empresa já divulgou a intenção de utilizar até R$ 103 milhões este ano em aquisições.

Leia Também