Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

IPI

Empresas vão repassar redução para consumior

30 AGO 2012Por agência brasil00h:00

A redução tributária na venda de veículos deu impulso forte ao setor, que atualmente vende 16,6 mil carros por dia, em média, de acordo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Esses números animaram o governo a manter a desoneração do setor por mais dois meses, uma vez que a indústria automobilística se compromete a manter o nível de empregos e a repassar a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o consumidor.

Segundo Mantega, o governo acompanha com atenção os preços de mercado, nos casos de produtos que gozam algum tipo de subsídio fiscal, e “pudemos observar”, disse ele, que nos últimos seis meses os preços dos automóveis estão em média 4,5% mais baratos. Isso não condiz, porém, com os preços internacionais, que são bem mais baratos, mas o ministro ressaltou que o governo continuará a adotar medidas para a redução de custos e espera que “um dia os brasileiros tenham oportunidade de pagar aqui preços equivalentes aos cobrados lá fora”.

Além do benefício para o setor automotivo, o ministro anunciou desoneração também para os produtos da linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar), móveis, bens de capital (máquinas, equipamentos, caminhões e implementos agrícolas), material de construção e depreciação acelerada dos bens de capital usados. No todo, a equipe econômica estima renúncia fiscal de R$ 1,2 bilhão neste ano e de R$ 3,9 bilhões no ano que vem, uma vez que os subsídios para bens de capital e material de construção valem até 31 de dezembro de 2013.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também