Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

Negócios da terra

Empresas locais disputam com as gigantes

9 SET 2012Por Gabriel Kabad00h:00

Duas marcas de sorvetes de Campo Grande disputam com peixes grandes o gosto dos sul-mato-grosseses. O Jeito Frio e a Dale são fábricas com quase duas décadas de existência e que conquistaram uma boa posição no mercado, oferecendo um preço mais acessível - em média 40% mais barato o pote de dois litros e um pouco mais os picolés e potes pequenos - por uma qualidade competitiva aos gigantes Kibon e Nestlé.

Vendendo picolé, pote pequeno (copão) e potes com dois e seis litros, o Jeito Frio conta com duas fábricas em Campo Grande. Começou há 18 anos e hoje possui sorveterias na Capital e no interior, além de mil freezers espalhados em bares, lanchonetes, pequenos supermercados e até açougues. De acordo com as irmãs Tainara Bay, 23 anos, e Alana Muniz Bay, 24, que são gerentes na empresa da família, a marca abrange 60% do Estado.

“Começamos no fundo de casa, com uma máquina artesanal”, revelou Tainara. Considerada a maior indústria de sorvetes de Mato Grosso do Sul, que dá emprego a 70 pessoas, o Jeito Frio tem até produtos sem açúcar. “É uma linha diferenciada”, contou a gerente.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também