Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

MERCADO

Empresas inovam nas entregas à classe C

24 DEZ 2010Por FOLHA ONLINE10h:47

As classes C e D estão indo às compras na internet. E as transportadoras se virando para entregar. De barco, bicicleta, triciclo, carrinho de mão ou mesmo a pé, as empresas estão chegando a localidades onde nem mesmo os Correios se aventuram.

Em maio deste ano, quando as favelas da zona norte do Rio de Janeiro ainda eram dominadas por traficantes, a transportadora Direct Express montou uma base na Vila Cruzeiro, na Penha.

A operação --que hoje contabiliza 500 entregas por dia-- só foi possível a partir de uma parceria com um projeto de inclusão social de jovens, o Atitude Social, ligado à ONG Ibiss.

Os entregadores da Direct, muitos ex-traficantes, usam uniformes e trabalham de bicicleta, a pé, de moto ou furgão. São 20 entregadores, que percorrem todas as favelas do Complexo do Alemão.

Antes da parceria, a Direct contabilizava 18 assaltos e R$ 180 mil de perdas com mercadorias roubadas no caminho da entrega em um ano na região. "Nunca ninguém tinha conseguido fazer entregas regularmente no Alemão", diz Luiz Nascimento, sócio da Direct.

Leia Também