Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Empresário continua em estado grave

Empresário continua em estado grave
12/02/2010 08:04 -


Continua muito grave o estado de saúde do empresário Uiramar Nobre Ferreira, de Três Lagoas, que foi encontrado amarrado e baleado na noite de terça-feira. Ontem ele passou por uma cirurgia que durou mais de seis horas, para retirada dos dois projéteis que estavam alojados na cabeça. Uiramar Nobre, mais conhecido como “William”, é dono de uma funerária na cidade e foi encontrado inconsciente, muito ferido, baleado e teve seu carro incendiado numa estrada vicinal, na altura do quilômetro 263 da rodovia BR-158, entre Três Lagoas e Selvíria. A polícia está investigando o crime e a possibilidade de o empresário ter sido vítima de sequestro. Segundo o depoimento do sobrinho de Uiramar, Flávio Ferreira Lopes, que mora com ele, o empresário havia saído com um amigo no final da tarde e teria retornado sozinho para a funerária por volta das 19 horas, tendo saído novamente às 21 horas para fazer pagamentos. Segundo ele, o ú ltimo contato aconteceu por volta das 22 horas, quando o tio afirmou que estaria voltando para a funerária. “ Somente no outro dia é que vi que meu tio não havia dormido em casa e tentei falar com ele pelo celular, mas não consegui e fiquei sabendo do ocorrido pela imprensa”, disse. A Polícia Civil já instaurou inquérito e investiga o caso, mas ainda não há nenhuma pista sobre os motivos do crime. Conforme esclarecimentos do delegado Vítor José Fernandes, há indícios de que tanto a tentativa de homicídio como o incêndio do carro tenham sido feitos pela mesma pessoa.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?