Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 - 02h16min

Empresário baleado durante assalto morre em hospital

9 SET 10 - 21h:28
Antonio Viegas, Dourados

Depois de ter sido baleado no sábado, vítima de assalto, morreu no início da manhã de ontem o empresário Reinaldo Bussaneli, 51, que seria proprietário da VBC Engenharia, localizada em Campo Grande e que atuava na construção de casas do Programa Minha Casa Minha Vida. O empresário, que mantinha um alojamento no bairro Canaã I onde ficava durante a semana, está construindo o primeiro residencial aprovado do projeto do Governo Federal no município e estava negociando uma nova área para construir mais um conjunto habitacional na cidade.
Conforme registro policial, o assalto aconteceu no próprio alojamento, na madrugada do último sábado. Segundo informações, ele estava com o dinheiro do pagamento de seus operários. No boletim de ocorrências cita que durante a madrugada três desconhecidos armados invadiram o alojamento anunciando o assalto. Os bandidos teriam ordenado que ele se deitasse no chão e o empresário reagiu, momento em que recebeu um tiro na cabeça. Os assaltantes levaram uma mochila de propriedade da vítima, com diversos documentos e a quantia de R$ 3 mil.
Busaneli foi encaminhado para o Hospital da Vida e depois transferido para outro hospital da cidade onde faleceu na manhã de ontem. Para a polícia, a suspeita inicial é de que os mentores do assalto poderiam ser funcionários que trabalham em uma de suas obras e que sabiam que ele poderia estar com o dinheiro do pagamento. Além disso, quem entrou na casa certamente conhecia o local, já que a residência que serve de alojamento possui muro alto e portão de chapa de ferro.

Construção Civil
No município o empresário, estava concluindo mais de cem casas no condomínio denominado Estrela do Leste e ainda cerca de 240 apartamentos, no mesmo local. A obra localizada no prolongamento da Avenida Marcelino Pires, saída para Campo Grande, tem contrapartida da prefeitura, através de incentivos, como nivelamento e terraplanagem do imóvel. O residencial era bastante divulgado pela Assessoria de Comunicação do município como mais um projeto de casas pleiteado pelo prefeito Ari Artuzi, que está preso acusado de corrupção.
O empresário, conforme release da prefeitura, no início do mês de agosto, informou que estava negociando mais uma área para a construção de cerca de 500 novas moradias. O terreno, localizado também nas proximidades do prolongamento da Avenida Marcelino Pires, já havia sido vistoriado por Ari Artuzi. Ele demonstrou bastante interesse no investimento e chegou a determinar aos técnicos da Secretaria de Planejamento, estudos para viabilizar a abertura de uma rua de acesso ao local, mesmo que fossem necessárias algumas desapropriações.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Promotoria abre inquérito após shopping de SP pedir autorização para apreender meninos de rua

BRASIL

Chanceler diz que ação na Venezuela não tem caráter intervencionista

Mãos que falam:
LUIS PEDRO SCALISE

Mãos que falam: "Em tempos de Dieta"

VENEZUELA

Maduro discursa para apoiadores e critica ajuda humanitária

Mais Lidas