DOURADOS

Empresa terá que limpar dejetos despejado em córrego

Empresa terá que limpar dejetos despejado em córrego
27/07/2012 16:15 - Da redação


Empresa que despejou óleo “queimado” de veículos na rede de água pluvial terá que desembolsar cerca de R$ 7 mil para recuperar a área degradada. Ao todo, 10 toneladas de lama e óleo foram retirados da extensão da rede de água das chuvas que cai diretamente no córrego Paragem de Dourados (MS).

A infração foi detectada por fiscais do Instituto do Meio Ambiente de Dourados. Segundo a pasta, o vazamento tinha origem na caixa de decantação da retífica de motores naquelas proximidades e já durava seis meses. Este é o período da falta de manutenção na caixa que já não separava o óleo da água.

Além do óleo, a empresa terá que tirar a terra que está contaminada com a substância química. A empresa ainda foi notificada a apresentar o Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (Prad) desenvolvida por um engenheiro ambiental. Para localizar a poluidora, o Imam esteve no local realizando “arrastão”. A preocupação é que a poucos quilômetros dali as águas do córrego Paragem sofrem com o alto grau de poluição.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".