Segunda, 11 de Dezembro de 2017

índios

Empresa envolvida em conflito perde autorização

18 JAN 2014Por da redação00h:00

O Ministério Público Federal conseguiu ontem a suspensão imediata das atividades da empresa de segurança Gaspem, com sede em Campo Grande, que oferece serviços em fazendas com conflito fundiário e é acusada de executar ataques contra comunidades indígenas, que resultaram na morte de duas lideranças.

A Polícia Federal deve lacrar a sede da empresa, em 48 horas. A Justiça aceitou os argumentos do Ministério considerando que há “perigo de novas agressões e ilícitos” por parte da empresa.

Leia Também