Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Falha

Empresa aérea investiga conduta de copiloto de avião desaparecido

12 MAR 14 - 09h:28Agência Brasil

A Malaysia Airlines investiga a veracidade da informação de que o copiloto do avião desaparecido desde sábado (8) não cumpria as normas de segurança da companhia e convidava passageiras para a cabine.

Jonti Roos, de nacionalidade sul-africana, relatou ao Canal 9 da televisão australiana que, em dezembro de 2011, passou, com a sua amiga Jaan Maree, uma hora na cabine do avião, a convite de Fariq Ab Habid, conversando e fumando, durante viagem entre Phuket (Tailândia) e Kuala Lumpur (Malásia).

Fariq Ab Habid, 27 anos, com 2.763 horas de voo, ingressou na Malaysia Airlines em 2007 e era o copiloto do voo MH370, sobre o qual ainda não há informações.

A empresa disse que se sente consternada pelo relato, que terá de confirmar, assim como as fotografias e imagens de vídeo do suposto ‘incidente'.

O avião da Malaysia Airlines, com 239 pessoas a bordo, desapareceu no passado sábado dos radares, depois de ter descolado de Kuala Lumpur rumo a Pequim.

Vários países participam dos esforços para localizar o aparelho. As buscas se estendem hoje ao Mar de Andaman.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações contra bancos do BC

ECONOMIA

Superintendência do Cade decide arquivar inquérito contra bandeiras de cartões

BRASIL

Quadrilha desviava cartões de crédito remetidos pelos Correios

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira
TRANSPORTES

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião