Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Embraer e Azul testam com sucesso avião a etanol

20 JUN 2012Por terra02h:00

Um avião da companhia aérea de baixo custo Azul fez com sucesso, nesta terça-feira, o primeiro voo experimental com biocombustível de cana-de-açúcar, capaz de reduzir em até 82% a contaminação gerada pelo combustível fóssil, anunciou a empresa em um comunicado.

 

O jato E195, da fabricante brasileira Embraer, partiu da cidade de Campinas, no Estado de São Paulo, e aterrissou no Rio de Janeiro, que sedia desde a semana passada a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

O voo serviu para testar pela primeira vez um combustível renovável para aviões de pequeno porte, produzido a partir da cana-de-açúcar. "Os testes feitos pela Embraer com o biocombustível de (a empresa) Amyris no Brasil foram um sucesso (...) Estamos felizes com o sucesso técnico deste programa", afirmou Mauro Kern, vice-presidente de Engenharia e Tecnologia da Embraer.

O biocombustível, desenvolvido a partir de microorganismos modificados que transformam o açúcar em combustível, poderá reduzir dramaticamente a emissão de gases causadores de efeito estufa, segundo os encarregados do projeto.

A Azul, terceira companhia aérea brasileira, com cobertura de 10% do mercado local, prevê no médio prazo incorporar o produto em seus voos comerciais, segundo Adalberto Febeliano, porta-voz da companhia. "O Brasil tem abundância de terras produtivas, o que faz com que o cultivo de cana-de-açúcar não compita com os demais cultivos" de alimentos, acrescentou Febeliano.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também