domingo, 15 de julho de 2018

MUNDO

Em uma semana, 38 mil já fugiram da Líbia

26 FEV 2011Por ESTADÃO22h:14

Cerca de 38 mil pessoas, principalmente tunisianos e egípcios, fugiram da Líbia através da fronteira com a Tunísia desde o início do êxodo de estrangeiros há uma semana, com o agravamento do conflito entre governo de Muamar Kadafi e manifestantes. O número inclui 18 mil tunisianos, 15 mil egípcios, 2,5 mil líbios e 2,5 mil chineses, de acordo com o coronel Malek Mihoub, oficial da Proteção Civil.

Hoje, os britânicos disseram que cerca de 150 civis foram resgatados do país africano em dois aviões Hércules C-130. Segundo o ministro da Defesa, Liam Fox, os aviões entraram no espaço aéreo líbio e resgataram mais de 150 civis de locações no deserto ao sul de Benghazi. Os aviões já aterrissaram em Malta.

Diplomacia

O Canadá fechou sua embaixada na Líbia hoje e resgatou todos seus empregados em um avião de transporte militar, de acordo com o porta-voz do primeiro-ministro, Stephen Harper. Segundo o porta voz, Dimitri Soudas, o Canadá decidiu suspender sua presença diplomática na Líbia, seguindo o que já foi feito pelos americanos e outras nações. Soudas postou sua mensagem no Twitter.

Segundo ele, um avião militar C-17 deixou Trípoli com destino a Malta hoje carregando seis autoridades consulares, 18 outros canadenses e alguns cidadãos britânicos e australianos. Harper disse ontem que seu governo já resgatou cerca de 200 canadenses em vários aviões e navios, mas autoridades dizem que mais de 200 ainda estão tentando deixar o território líbio com o agravamento da crise. 

Leia Também