Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JULGAMENTO

Em MS, pistoleiro é condenado a
14 anos de prisão

17 MAR 14 - 14h:30TARYNE ZOTTINO

O pistoleiro Jacinto Ramom Cristaldo Ramirez, conhecido como Cabelo, foi condenado a 14 anos de prisão pelo assassinato do paraguaio Edison Patrício Nunez Sonorda, em Coronel Sapucaia (MS), em outubro de 2010. O julgamento aconteceu hoje (17), no Tribunal do Júri de Amambai, na sessão inaugural da Semana Nacional do Tribunal do Júri.

O Ministério Público Estadual (MPE/MS), por meio do promotor de Justiça Etéocles Dias Júnior, moveu ação penal contra o acusado por homicídio qualificado, uma vez que Jacinto, na companhia de uma terceira pessoa, na tarde de 23 de outubro de 2010, por volta das 12h, na linha internacional que divide as cidades de Coronel Sapucaia (MS) e Capitan Bado-PY, matou Edison Patrício Nunez Sonorda e o brasileiro Paulo Sérgio Alarcon.

As vítimas estavam em um Corolla, quando foram surpreendidos pelo denunciado e um comparsa, que estavam em uma motocicleta com pistolas 99 mm. Paulo morreu dentro do carro. Edison ainda conseguiu fugir para o lado brasileiro, mas foi alcançado pelos pistoleiros, que o executaram com pelo menos sete disparos. O homicídio do brasileiro está sendo investigado pelas autoridades do Paraguai.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ocorrência de incêndios no Estado cresceu 45% em 2019
MAIS DE 4,9 MIL

Ocorrência de incêndios no Estado cresceu 45% em 2019

Homem tenta apagar incêndio e tem 50% do corpo queimado
TERENOS

Homem tenta apagar incêndio e tem 50% do corpo queimado

Traficantes de papagaio estão na mira da PMA e Ibama
OPERAÇÃO BOCAIÚVA I

Traficantes de papagaio estão na mira da PMA e Ibama

Bahia sai atrás, mas busca empate com o Fortaleza na Arena Fonte Nova
BRASILEIRÃO

Bahia sai atrás, mas busca empate com o Fortaleza

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião